uma jornada sombia e sem energia

Adaptação do conto original de “Pinóquio” de Carlo Collodi, temos aqui uma produção que recupera aquele ar melancólico e sinistro que não vimos na versão que conhecemos da Disney. A direção é do italiano Matteo Garrone, que em 2016 realizou “O Conto dos Contos” e provou ser a pessoa certa a comandar este ambicioso projeto. Com uma atmosfera sombria e personagens assustadoramente peculiares, o filme pode ser um tanto perturbador aos pequenos e provavelmente agradará os mais crescidos.

Roberto Benigni é quem dá vida ao marceneiro Geppetto. O trabalhador solitário que deseja que o boneco que acabou de construir ganhe vida. É assim que “nasce” Pinóquio, um menino que, curioso pela vida e extremamente desobediente, se perde do pai, precisando assim, encarar sozinho os perigos do mundo. Ele se depara com a pobreza e com a maliciosa habilidade dos adultos em se dar bem. É um caminho cruel, repleto de criaturas fantásticas. A produção é um deleite e ilustra incrivelmente bem esse universo. Os figurinos, a maquiagem e os efeitos especiais práticos nos levam a vivenciar esse cinema não mais usual. Tudo em cena é mágico e real, de uma grandeza e cuidado que comove. Visualmente, é o filme mais lindo que vi esse ano e espanta por esse trabalho absurdo de toda a equipe.

Apesar da belíssima produção, a narrativa de “Pinóquio” é cansativa. Falta carisma nesse personagem que, infelizmente, é bastante irritante e com motivações nem sempre muito claras. Não vibramos por sua jornada e o texto, em nenhum momento, nos convida a compartilhar de suas conquistas. A narrativa é episódica e estranhamente linear, onde nem todas as passagens fluem bem ao decorrer, perdendo o fôlego. As situações que nos apresenta causam fascínio pela excentricidade, mas soam como pontas soltas perdidas, nem sempre bem costuradas pelo roteiro.

Um live action sombrio, belo de se apreciar, mas é aquela vista bonita que olhamos de longe, sem nunca participar. Uma aventura que até tem coração, mas falta energia que dê vida a toda essa deslumbrante fantasia que vemos na cena.

NOTA: 6,5

País de origem: Itália, França, Reino Unido
Ano: 2019

Título original: Pinocchio
Duração: 125 minutos
Diretor: Matteo Garrone
Roteiro: Matteo Garrone
Elenco: Roberto Benigni, Federico Ielapi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s