O colo materno

Revelada em 2005 com o filme “Eu, Você e Todos Nós”, a cineasta Miranda July se tornou uma das vozes mais originais e expressivas do cenário indie norte-americano. Sua poderosa arte ainda inclui livros, contos e uma imprevisível carreira de poucas aparições. É assim que o lançamento de “Falsos Milionários” é extremamente bem-vindo, porque o cinema carece de vozes como a dela. Miranda diz muito sobre conexões humanas, sobre histórias peculiares de indivíduos que se encontram no outro.

Este é apenas seu terceiro longa-metragem e acredito que seja seu produto mais comercial. Mesmo que sua narrativa seja ainda muito inventiva, ela se afasta daquele experimentalismo do início de sua carreira. O que não a impede de ainda realizar um filme poderosíssimo. Aqui, conhecemos uma família disfuncional liderada por dois pais trambiqueiros, vividos pelos ótimos Richard Jenkins e Debra Winger, que para sobreviver e ganhar dinheiro fácil são capazes de qualquer coisa. A filha, Old Dolio (Evan Rachel Wood), por sua vez, no auge de seus vinte seis anos, passa a questionar esse estilo de vida, que envolve aplicar golpes e dormir nos fundos de uma fábrica de sabão. A possibilidade de uma nova realidade aumenta quando o caminho dos três cruza com o da extrovertida Melanie (a ótima Gina Rodriguez).

“Falsos Milionários” possui uma aleatoriedade cativante. É uma comédia dramática simpática, que envolve golpes e traumas familiares. Tudo é extremamente esquisito, mas essa é sua maior graça, seu grande brilho. Parece acontecer em um universo à parte, distante da lógica que todos nós vivemos. É cômico, divertido, mas ao mesmo tempo provoca, nos causa incômodo, principalmente por essa falta de ética dos personagens, essa ausência de cuidado dos pais para com a filha. É sutilmente comovente esse despertar da protagonista, que precisa enxergar o que há além de sua miserável realidade. Ela se torna obsessiva com a descoberta de que recém-nascidos sabem exatamente o caminho até o seio materno. No fim, é justamente isso o que busca, ser encontrada e amada dentro de seu convívio. Buscar nossa própria identidade, mesmo ao lado de nossa família, pode ser um caminho solitário.

Uma obra genuína, original e muito maior do que aparenta ser. “Falsos Milionários” não digere fácil porque nada nos é apresentado de forma convencional. O elenco é fantástico e faz essa brincadeira funcionar, nos levando junto nessa doce e excêntrica viagem. Uma das mais belas surpresas do ano.

NOTA: 9,0

País de origem: EUA
Ano: 2020

Título original: Kajillionaire​
Disponível: Net Now/ Para locação: Youtube, Apple TV+, Looke e Google Play
Duração: 104 minutos
Diretor: Miranda July
Roteiro: Miranda July
Elenco: Evan Rachel Wood, Gina Rodriguez, Richard Jenkins, Debra Winger

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s