Crítica: Fuja

Suspense dinâmico com história rasa

Retorno do jovem cineasta Aneesh Chaganty, depois do excelente “Buscando…”, temos aqui um suspense bastante conciso, que prende a atenção durante seus rápidos 90 minutos. Esse ritmo acelerado pode trazer uma certa empolgação, mas definitivamente, enfraquece sua ideia, pobremente desenvolvida.

Ainda que não seja, oficialmente, inspirado em nenhum caso real, a trama rapidamente faz lembrar da assombrosa história de Gypsy Rose, a filha refém da própria mãe que a fez acreditar ser doente a vida toda e que foi encenada, recentemente, na fantástica minissérie “The Act”. É muito difícil analisar “Run” sem fazer essa ligação, ainda mais quando o roteiro traz diversas similaridades. O início das desconfianças, o roubo dos doces, o uso escondido da Internet e a sequência no cinema de rua. São inúmeras situações já narradas em um produto muito fresco em nossa memória, o que torna suas criações bastante previsíveis, prejudicando a construção do suspense, que já vem entregue em seus primeiros minutos.

O grande erro de “Fuja” é já começar, pela pressa, desconstruindo um universo que não foi estabelecido previamente. A trama começa com um clima de desconfiança entre mãe e filha sem antes sabermos (e sentirmos) a importância dessa conexão. É frágil esse cenário que cria quando não há indícios da vida que elas levavam, principalmente porque o roteiro é extremamente raso ao desenhar essas duas personagens e essa vida de isolamento e sacrifícios que, supostamente, enfrentaram por 17 anos. Não há nada na personalidade delas que seja reflexo disso.

O suspense pode ser bem armado pelo diretor, mas o texto enfraquece a experiência como um todo, tendo escolhas absurdamente tolas, como quando a mãe prende a filha no escritório com todos os segredos “guardados” ali bem à sua frente para serem revelados. Ao menos conta com boas atuações das duas atrizes, Kiera Allen e Sarah Paulson e acerta ao apresentar uma grande última cena.

NOTA: 6,5

  • País de origem: EUA
    Ano: 2020
    Título original: Run
    Disponível: Netflix
    Duração: 90 minutos
    Diretor: Aneesh Chaganty
    Roteiro: Aneesh Chaganty
    Elenco: Kiera Allen, Sarah Paulson